Weby shortcut
facebook Cai

Depoimentos BRAFITEC/CAPES

Atualizado em 23/07/15 15:36.

O que é? Mobilidade  para instituições francesas  do Institut Mines-Télécom.

Candidatos: Estudantes de graduação do curso de Engenharia  Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia de Computação (Regional Goiânia).

Benefícios: Auxílio  deslocamento, instalação e bolsa mensal, além de seguro saúde e auxílio para material didático. Pagos pela CAPES.

ÚLTIMO EDITAL 04/2015

SITE: http://www.capes.gov.br/cooperacao-internacional/franca/brafitec 

 

 

          FOTO INSA ANA TOBERGE.jpg

NOME: Ana Carolina Toberge Santana da Costa

DESTINO:  França/Toulouse

 

DEPOIMENTO:

O que me motivou a estudar no exterior, foram as oportunidades de expandir os conhecimentos na área, melhorar meu curriculum profissional e também conhecer novos países e abrir meus horizontes. O que mais gostei dessa experiência foi sem dúvidas, o crescimento pessoal durante a trajetória. Aprender a lidar com as adversidades sozinha, e ter sucesso nas tentativas, isso foi muito importante. Eu diria para outros estudantes que têm interesse em estudar no exterior terem dedicação! Dedicar-se é essencial para o sucesso no exterior. A experiência é incrível mas também deve ser encarada com responsabilidade, portanto a seriedade e comprometimento com o projeto também são essenciais. 

               Victor Meiwa.jpg

NOME: Victor Meiwa Nakamura

DESTINO:  França/Estrasburgo

 

DEPOIMENTO:

Meu maior incentivo em estudar no exterior, foi saber que fora posso adquirir um aprendizado suplementar que não teria oportunidade em minha universidade, bem como a experiência de vida que abrange o conhecimento de uma nova cultura e suas adaptações. Enfim, uma busca de um diferencial em minha formação profissional. Em minha experiência destacaria a capacidade de se integrar em um ambiente diferente, se adaptar a uma nova cultura, e desenvolver atividades de profissionais em um país diferente. Eu diria que é preciso acreditar, correr atrás do que se quer, pois existem várias oportunidades perdidas muitas vezes por medos. O estudante brasileiro é flexível e se adapta bem em lugares diferentes.

 sofia

NOME: Sofia Leão Carvalho

DESTINO: França/Toulouse

 

DEPOIMENTO:

Minha maior motivação em fazer um intercâmbio foi a vontade de ter uma experiência acadêmica em instituições de ensino e pesquisa tecnológica de referência, conhecer novas culturas e aperfeiçoar o idioma, possibilitando futuramente uma rápida integração no ambiente de pós-graduação.
Achei muito importante o convívio acadêmico dividindo dificuldades e experiências tanto com os estudantes franceses e estrangeiros, praticando não só a lingua francesa mas também conhecendo outras línguas e técnicas de ensino e aprendizagem. Outro aspecto relevante foi a metodologia de ensino do instituto, um tanto diferente da aplicada aqui, e a diversidade de atividades extra classe onde os alunos são tão empenhados quanto nas suas atividades normais no curso.
Eu diria que é uma experiência única e enriquecedora, e o aluno deve levar essa idéia adiante para tornar o intercâmbio real. O contato direto com o nativo e os outros estrangeiros é essencial no processo de aprendizagem, além de ser colocado em contato direto com culturas diferentes. O intercâmbio é uma ferramenta muito importante para construir o currículo de uma aluno que em breve se ingressará no mercado de trabalho, portanto, o aluno deve desfrutar ao máximo das suas oportunidades enquanto estiver no país e fazer suas escolhas com sabedoria, para ter uma chance de poder voltar, quem sabe um dia.

 

NOME: Guilherme Wild Baiao Campos

DESTINO: França

 

DEPOIMENTO:

Minha maior motivação é ser um profissional com uma visão global, com um nível de experiência e cultura aprofundado. Minha experiência foi completa em todos os sentidos. No nível universitário eu tive a oportunidade de estudar no INSA de Toulouse–França, junto com outros alunos franceses de engenharia civil, onde obtive aprovação em todas as disciplinas. No nível profissional eu aprofundei meu conhecimento em engenharia civil através de um estágio na multinacional Lhoist Research and Development SA, período em que morei Bruxelas-Bélgica. No nível cultural eu tive oportunidade de conhecer pessoas do mundo inteiro, viajei para cidades incríveis, e o fato de ter morado em 2 países durante esse período foi muito importante. Eu posso dizer a outros estudantes que têm interesse de estudar no exterior que esse é um momento único, onde você deve aproveitar para ampliar seu conhecimento e o seu nível cultural, nunca esquecendo os objetivos e as prioridades que temos na vida.

 

NOME: Bruno Gomes PiresDemoch

DESTINO: Toulouse

 

DEPOIMENTO:

O que me motivou a estudar no exterior foi o interesse de conhecer novas matérias de estudo na área de engenharia civil, novos domínios de trabalho e o mais relevante foram os amigos os quais fiz e os contatos profissionais os quais obtive. Estudar em outro país é uma experiência única, é uma época para aprender a se virar sozinho, é uma época onde seus sentimentos de saudade de sua família e amigos ficam mais aparentes, é um sentimento único que somente quem passa por essa experiência por saber descrever. Quem tem interesse de estudar no exterior, com certeza deve prosseguir com seu sonho.

 

Listar Todas Voltar